quarta-feira, 14 de março de 2012

Teimosia não é parente da persistência




Eu ainda não etiquetei se faz parte das minhas características, se rotulo como defeito ou qualidade, mas certeza eu tenho, não desisto fácil das coisas, vou lá e faço acontecer, persisto no que desejo, porém não sou daquelas que insisto em quantidades absurdas de tempo com pessoas que não rola sintonia fina.
Teimar em ter alguém ao seu lado não é investir, não é persistir, não é querer e muito menos ter fé em gente como propagam por aí. É ser caprichoso e flertar com a auto afirmação vestida de modelito vaidade. Vestida de Barbie modelo ilusão em dia de cegueira emocional.
Existe um prazo de validade inconsciente que serve como termômetro (ou seria bússola) para que a manutenção das relações aconteça.
Tem que fluir como via de mão dupla sem semáforo.
Quer minha amizade, tranquilo. Não me quer como amiga, tranquilo também.
E assim caminha a humanidade, né James Dean?

6 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Faz um tempinho que não estou gastando mais energia com quem não me dá retorno. Não mudou muita coisa na minha vida, visto que continuo me sentindo sozinha, mas pelo menos não me aborreço ou fico triste com gente que nem pensa em mim... rs

Beijocas

VaneZa disse...

Acho que meu problema é saber distinguir até onde é persistir e até onde é vaidade. Em mim esses sentimentos ficam muito confusos e acabam me fazendo insistir muito, até a exaustão. Queria saber onde parar... Até onde ir.

BeijoZzz

Carolina disse...

Dama, eu tbém comecei este processo a alguns anos, no começo achei que estava mais sozinha, depois percebi que o filtro me trazia somente os que valiam.
No fundo, quando ingressamos na tal vida adulta acho que percebemos que não vale um número cheio de conhecidos, melhor um punhado de grandes amigos. Abandonamos a tal fase neurótica da aceitação. Ufaaa!
bjão

Carolina disse...

Oi Vaneza,

sabe qual é o termômetro? Qdo aquilo deixa de ser prazeroso e começa a nos trazer sofrimento. Esta é a hora de abandonar o barco, em definitivo.

bjos bonita!

Eloah disse...

Querida, quanta sabedoria! É verdade...não podemos perder tempo com causas perdidas.Distinguir entre as possíveis e as impossíveis exige intuição e bom senso.
Belo post.
Flores para você.Bjs Eloah

Ágape por Você! disse...

Olá..boa-noite!
Comecei meu blog agora..e gostaria muito que vc pudesse fazer parte dele!
Vem me visitar..ver se gosta do assunto e seja bem-vinda! A paz pra ti!

Menina!