terça-feira, 15 de março de 2011

Concedido

Quando você percebe que está sendo ou foi  usada para alguma finalidade.

Quando alguém manipula alguma situação e você passa a ser o instrumento central para que haja sucesso no final da “operação”.

Você concorda que inconscientemente houve uma autorização passiva da sua parte neste ato de violência emocional?

8 comentários:

Balzaquiana com 'Z' disse...

Hummmm... acho que vivo concedendo um monte de coisas. Fato!

BeijoZzz

Dama de Cinzas disse...

Sim, o manipulador age na sua culpa, se você tentar agir no movimento contrário, não deixando a culpa te dominar, certamente ele não terá êxito.

Beijocas

Ale Quejinho disse...

Minha primeira vez por aqui, e estou amando. Deixo meu convite para conhecer o meu blog, se gostar me siga tambem que ficarei honrada.
Ale

Emíliana disse...

Eu achava que mais manipulava do que era manipulada,mas descobri que é o contrario...rsrs
Aceito o café e o papo.Vim te agradecer por passar no blog e comentar no Ping Pong da nossa querida VaneZa.
To no seu rastro,querida
Boa semana,Bjka

Néia Lambert disse...

Inconscientemente sim, infelizmente!

Beijos

Valéria Martins disse...

Sim, infelizmente, concordo. Somos responsáveis por nossos atos e escolhas, mesmo que inconscientes. É uma dura realidade, mas acho que reconhecer isso é crescer, é maturidade.

Beijos, querida Carolina!

Denise do Egito disse...

Sim, concordo que a pessoa se deixou "manipular". Mas há dois tipos de pessoas "manipuláveis". Uma não percebe, é a ingênua distraída que talvez só se dê conta tarde demais. A outra, mais esperta, se deixa manipular, mas depois cobra o "favor", joga na cara, ou se beneficia de alguma forma.
Um beijo

Monica Loureiro disse...

Concordo. Meio p. da vida,mas concordo.E ainda me pergunto:por que é que isso está acontecendo de novo ?