domingo, 27 de março de 2011

De volta pra casa

                                                                      Google

Frio na barriga.
Quando ela saiu do carro e olhou longe, parece que o vento ficou mais forte. A natureza conspirando, pensou.
Ela quis congelar o tempo ali naquela imagem. Ela descendo do carro, ele encostado na soleira da porta. Observou aquele homem que já não era mais o mesmo e ao mesmo tempo continuava igual. Tão familiar. Foi subindo o olhar. Um pé descalço apoiado no outro, a calça jeans cobrindo aquelas longas pernas, a mão na cintura, a camisa xadrez jogada naquele tórax que ela tanto se abrigou um dia. Subiu mais o olhar e encontrou aquele sorriso enviesado em conjunto com aquele pedaço de céu chamado seus olhos. Paralisou o tempo, nem o som dos pássaros ela ouvia. Atraída por aquele cenário, não sabia onde terminava a natureza selvagem em volta e onde começava o homem. Ele estava em seu elemento, em seu habitat.
Foi descendo lentamente, se deliciando assim como quando comemos algo gostoso, cada passo suspenso, bem devagar.  Já prevendo o que estava por vir, degustando o desejo ali latente, aquele olhar cheio de convites e promessas, aquele reencontro depois de tantos anos, a saudade guardada. A vontade exposta, crua.
Ele estendeu os braços.
E ela automaticamente pensou naquela música "...estamos indo de volta pra casa..." enquanto sentia aquele perfume tão dele,enquanto se jogava em seus braços.
Finalmente estava voltando pro seu lugar.

11 comentários:

VaneZa disse...

Ele tinha que está descalso, de jeans, camisa xadrez e com a mão na cintura? Aff... babei! rs

BeijoZzz

Carolina disse...

Hummm Van,ele é gostoso!!! kakakkaka

bjão garota!

Renato Hemesath disse...

Oi Carol! aquele céu chamado seus olhos! adorei! Me lembrarei desta frase em outras situações, certamente! ;D hehehe

Uma ótima semana pra ti.
Beijão

Ana Santos disse...

GUria, seus textos a cada dia me tiram mais o fôlego!
Aguçou muito a minha imaginação...
Beijos e ótima semana!

Carolina disse...

Oi Rê,

me puxei, né? Mas é assim mesmo que me sinto quando olho aqueles olhos. rsrrs

bjão amore!

Carolina disse...

Oi Ana

que bom que te aguçou, acho que no fundo o objetivo de todos que escrevem é este, dar asas a imaginação dos outros.

Bjão e boa semana!

Elaine Crespo disse...

Oi Carol!

Seus textos são maravilhosos!
Estou com agua na boca!
Lindo! Amei como sempre!!
Bem, escrevo contos e estou começando ainda o terceiro para editar os três. Vai ser o primeiro livro.

O terceiro que ainda esta no quarto capitulo é o nome é "Amor em Paris".

Link: http://elainef-crespo.blogspot.com/

Bem faltou o café, mas estou tomando aqui então um brinde!

Lindo dia!

Beijos
Elaine

P.S.: Você é a Carolina do facebook?

Bill Falcão disse...

Saudade é assim mesmo!
Bjoo!!

Emíliana disse...

Esse "Jean,camisa xadrez" me lembrou o Rodrigão do BBB,é ele?rsrs
Nada melhor do que voltar pra casa...
Querida,procura a Emiliana Vaz no Face.Eu to lá!!!rsrs
Bom domingo,bjka

Louro Neves disse...

Carolina, bem que podia ser o último capítulo de um romance!
Genial. moça!

Denise Portes disse...

Belo romance.
Um beijo
Denise