segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Replay


Quem não curte um replay não viveu os anos 80.
Não teve vitrola laranja da Phillips e não fez reunião dançante em casa com a turminha do bairro quando as férias eram longas tardes de dezembro a março.
Não gravava um monte de fitas cassetes e ouvia naquele walkman amarelo da Sony que podia entrar no mar ou na piscina.
Quem não curte rebobinar, não sabe como é libertador não se levar tão a sério ou rir de si mesmo. E claro, vai torcer o nariz ao pensar no que direi a seguir, porque os mais duros têm um código de moral próprio elaborado em cima das suas experiências baseado naquilo que ainda não conseguiram superar ou deixar de lado.Sendo assim acreditando que retroceder ou reprisar algo é nostálgico e negativo, afirmam que isto tudo está ligado a andar para trás quando a vida ainda não lhes ensinou que muitas vezes é preciso dar dez passos para trás pra avançar 20 lá adiante.
Enfim que peso tem para mim, para você ou para os outros o que é (re) vivido entre duas pessoas, além delas mesmas e de suas vontades?
Portanto, lá vai, narizes retorcidos.
Quem não curte um remake não sabe o quanto é gostoso se enroscar num antigo romance, naquele abraço conhecido, naquela intimidade decorada e naquele cheiro familiar.
Quem não curte repetição não sabe o quanto é bom namorar quem já nos namorou. Namorar quem já escreveu páginas da nossa vida, quem já foi ator principal nela e hoje é uma lembrança doce de ser revivida de tempos em tempos.
Amanhã? Depois do hoje acontecido entre risadas compartilhadas de piadas particulares, sussurros picantes, gostos nossos e beijos conhecidos é só olhar para aqueles olhos que te conhecem tão bem e com a cumplicidade que só amantes antigos têm para, sem palavras e no silêncio cômodo, nos despedirmos até o próximo delicioso replay, na manutenção do nosso, vivo, encontro de carinho, paixão e saudade comemorada.
Não é preciso dizer adeus e dispensamos as firulas das promessas vazias. Somos econômicos no disfarce e consumistas da lealdade.
Enquanto houver vontade de nós haverá o desejo de nos repetirmos.
Pelo sentimento que ainda persiste em teclar replay dentro de nós.

6 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Sou muit pouco saudosista, mas gosto de um replay de vez em quando, gosto de lembrar do os anos 80 que foram bem legais. Mas tudo isso como uma overdose de presente e coisas novas. Sou muito voltada para o futuro.

Quanto a repetir relacionamento, acho que só uma vez fiz isso e me arrependi tanto que não desejo novamente... rs.

Beijocas

✿ chica disse...

Maravilha e vale muito a pena em certos momentos e ocasiões, acionar o replay... Lindo! beijos,chica

Heloísa disse...

Carolina,
Replay de lembranças é bom.
Mas de relacionamentos, quando bem encerrados, acho complicado.
Beijo.

Debor@h disse...

Carol amiga,
Que gostoso ler esse texto, relembrei coisas tão gostosas já vividas... Você se superou amiga haha. Ahh me lembro da primeira vez que li um post seu aqui no blog, estava fuçando na blogsfera e encontrei o seu que me chamou a atenção, li seu texto e me apaixonei. Adoro isso aqui e adorei te conhecer virtualmente que seja haha!
Queria te desejar tb um 2012 cheio de paz, saúde, alegria e muito amor. Beijossssss!

Lúcia Soares disse...

Oi, Carolina. Vc "passou" lá pelo EmQuantos e vim aqui lhe conhecer.
Muito bom o texto, a primeira parte adorei, passei pelos objetos que vc citou (eu ou meus filhos, nem sei..rsrs).
Quanto a replay em relacionamentos passados, deve ser bom, se tudo terminou bem. Engraçado que se pode pensar que, se acabou, é pq não era bom, mas podem existir N razões para um relacionamento terminar e nem todas as razões podem ser ruins. Deve, mesmo, ser muito bom recordar um amor que fêz diferença na vida da gente.
Não me aconteceu, nunca acontecerá (não há ninguém que valha a pena, afinal, não por eles em si, mas pq não foram grandes amores), mas que deve ser bom, deve...rsrs
Depois leio mais! Prazer!

Eloah disse...

Querida, deixo aqui meu carinho e meu desejo de um Feliz Ano Novo e que esta viagem que ora se inicia venha revestida de momentos inesquecíveis, mesmo os replays.Paz, saúde, alegria e amor.Bjs Eloah