sábado, 18 de abril de 2009

Tudo gira, nada muda



Quando éramos adolescentes, eu e meu irmão adorávamos sair a noite. É genético, minha mãe e meu pai sempre foram boêmios, adoradores da noite. Então filho de boêmio, boêminho é !

Me lembro de chegar em casa sempre em bando, porque lá em casa era tipo hotel sempre tinha um "agregado". Chegávamos de madrugada e minha mãe fingia que dormia, mas sabíamos que ela ficava acordada esperando a gente chegar para então dormir o sono dos justos. Disfarçava atirada no encosto da cama, sempre com um livro no colo, a devoradora de livros.

Hoje não mudou muito. Agora estou eu aqui, atirada no sofazão, vou assistir um filmeco enquanto espero a minha garota voltar da festa, ela e a amiga. Hoje estou liberada de servir de motorista pra buscar a "galera" ...

Então neste noite não quero nem balada pra mim, nem pra ninguém. Vou ficar por aqui, disfarçada entre as almofadas assistindo A Duquesa enquanto a meninada não vem.

10 comentários:

Debby disse...

nossa......q estranho......minha mae falo isso cmg semana passada......hsuasasaush

Camila disse...

Isso é mesmo coisa de mãe. Eu me vejo fazendo exatamente isso, porque minha mãe também tinha esse cuidado e também disfarçava. Mas isso ainda vai demorar...

E depois conta como é o filme, estou com vontade de assistir também. =)

Beijos!

Pâmela disse...

Hahaha!
Mães só mudam de endereço, mesmo...
Bejos!

Carol disse...

Heehhe, hoje estou no posto de mãe! Mas ainda não me disfarcei durante a noite! Meu pequeno tem 7 anos.. enquanto isso, vou acumulando horas de sono, para daqui algun anos!
Bjos querida!

Dany disse...

Mãe eh mesmo tudo igual! a minha é da mesma forma!
Eu tb sou muitoooo boêmia, mas confesso que de vez em quando tb adoro ficar em casa lendo um bom livro ou vendo um bom filme... nada que pague!
Andei sumida, mas tô de volta!;)
Bjs, Carol querida!

Babi Mello disse...

Ao ler o seu texto, percebo que mães são todas iguais, a minha faz isso. E um dia quem fará isso serei Eu. Sobre você, ser mãe, nunca imaginei, nesse universo virtual desconhecido, vamos imaginando as pessoas. E as vezes descobrimos um pouco delas, as vezes nunca saberemos nda.
Bj!

Monica Loureiro disse...

Poxa, sua mãe era "devoradora de livros" ?
Que barato !
Adorei este post, e fiquei com vontade de ver A DUQUESA também rsrsrs

ale disse...

Daqui uns anos tô nessa também....

Denise do Egito disse...

hhahaha. É Camila, ainda não entrei nessa não, mas acho que é o destino de todos os pais. Eu lembro que o meu pai dormia, colocava o despertador para às 3 da manhã e ia me buscar. Coitado! Mas, mudando de assunto, sofreu com a Duquesa? A pobre da mulher teve de engolir muito sapo, né, não? Teve de viver no mesmo teto da amante do duque! Mas isso é assunto para outro post...hehehe
Beijocas e bom feriado

Heloísa disse...

Carolina,
Esperei bastante por meus filhos, muitas vezes disfarçadamente.
Depois que saíram de casa para estudar em outras cidades, muitas vezes me pegava pensando à noite se eles já teriam chegado em casa, ou não.
Beijos