domingo, 23 de outubro de 2011

Nem mais nem menos


Eu recebo de braços abertos  a paixão como forma de impulso, como alavanca para nos levar adiante.
Sem ela não há projeto, não existe objetivo que se alcance. Sem esta dose extra de energia/ adrenalina que a paixão nos injeta não é possível obter resultado naquilo que nos propomos.
Agora, não aceito fanatismos, radicalismos e engessamento de pensamento.
Viseira quem usa é cavalo de corrida e mesmo assim tenho restrições quanto ao uso,  minha opinião é negativa sobre o fato.
Pra mim é indigesto conviver com pessoas que fazem de seus projetos uma tábua de salvação, tornando-se pessoas cansativas e repetitivas, camufladas sob o nome de paixão, como se só aquilo fosse o certo, correto e o coerente no mundo.
Parafraseando a famosa frase de Descartes " penso, logo existo" ... e sendo assim mudo constantemente. 
Idéias, conceitos e definições são transformação, não estagnação.
Não exija fidelidade nos meus pensamentos, me autorizo a ser leal comigo mesma e com minhas atitudes,mas a revolução está em mim portanto pode acontecer mudanças no meio da caminhada.
Existe outros conceitos válidos e bons para refletir além daqueles que pra você são únicos.

6 comentários:

Eloah disse...

Quanta verdade impressa no teu texto!Motivação, paixão pelo que se faz leva a realização.Fixação é outra coisa bem mais chata e até doentia.São os chamados donos da verdade.nada existe além destes seus limites. Parabéns querida pelo belo texto.Valeu pela reflexão que pude fazer.Tenha um dia ensolarado e apaixonante.Bjs Eloah

VaneZa disse...

Concordo que em tudo que vc venha a se dedicar é preciso paixão... sem ela vc não faz nada direito. Mas é como vc disse exagerar não é nada motivante, na realidade é um saco. No fim... acho que o meio termo é tudo.

Beijozzz

Nine disse...

Carol, ótimo texto pra refletirmos até se nós mesmos não estamos exagerando às vezes, expondo sem espaço para troca nossas idéias! É um saco lidar com pessoas que se acham donas da verdade, donas absolutas... que não aprenderam a ouvir, apenas falar, falar, falar... O tal engessamento é algo que no meio em que trabalho, nossa, tem muito! A gente tenta ir modificando, pelas beiradas, mas é difícil, nem apresentando provas se consegue mover essas pessoas da imagem que criaram de certo e errado!
Bom senso, flexibilidade, parceria... poucas ações que podem fazer a diferença!

Fazia tempo que eu não vinha tomar um café por aqui, né... mas tu viu a correria, né! Aos poucos tudo volta ao normal! Ou não!

Beijo grande!

Dri Andrade disse...

Ahhh não, mas a apixão não pode mesmo ter fanatismo e engessamento de pensamento.

Tem que ser leve, tem que ser boa, tem que ter por que e SER.


beijocas Carolzita

Dama de Cinzas disse...

Só os burros não mudam de opinião. Porque eles não conseguem analisar as situações então ficam estagnados.

Graças a Deus eu mudo de opinião, sim!

Beijocas

Ale Quejinho disse...

Que maravilha! Amei.
É muito bom visitar seu cantinho.
Ale